home

plantel

contactos

plantel

apoios









media

uteis

arquivos

estatísticas

On-line



eXTReMe Tracker




quarta-feira, abril 01, 2009

MUNDIAL'2010
Fase de Apuramento

» Espanha ganha na Turquia e continua intratável

Riera gelou Istambul
Foto REUTERS

MUNDIAL'2010 | Qualificação » resultados » classificações

+ Não há dia das mentiras para a Espanha. Os campeões da Europa podem considerar-se os primeiros da UEFA a garantir uma vaga na fase final do Mundial'2010 e vincaram isso mesmo na dupla jornada com a Turquia, vencendo no sábado no Bernabéu (1-0) e hoje em Istambul (2-1). Montada numa impressionante série de vitórias consecutivas que dura desde o título europeu, a Roja continua imparável e tudo lhe corre bem: apesar de ter estado em desvantagem, os golos de Xabi Alonso (penálti) e Riera chegaram para a reviravolta. São seis jogos, seis vitórias e mais do dobro dos pontos do semi-finalista do último Euro. É obra.

Hungria e Dinamarca fazem trabalho de casa

+ Nos jogos que mais interessavam a Portugal, aconteceu o que todos esperavam. Dinamarca e Hungria cumpriram e derrotaram Albânia e Malta, respectivamente, pelo mesmo resultado (3-0). São 7 os pontos que separam a Selecção dos dois da frente, sendo que ainda falta cumprir os dois jogos com os húngaros, que têm um jogo a mais. As contas continuam a mostrar que é possível o apuramento. Só que um deslize será a morte do artista.

+ De resto, a Holanda é outra das selecções quase com o apuramento no bolso, a Inglaterra refugiou-se no golo tardio de Terry para bater a Ucrânia (2-1), enquanto as grandes surpresas vieram de Itália, onde a Irlanda arrancou um empate a uma bola, e da Rep.Checa, onde a vizinha Eslováquia venceu por 2-1. A França voltou a derrotar a Lituânia de Couceiro (1-0), ao passo que a Polónia impôs a San Marino uma daquelas goleadas que parecem mentira: 10-0 (!), com quatro de Smolarek.

Artigo de Da Rocha
Publicado às 22:01


futebol nacional

blogobola

blogs

portais

clubes

modalidades



© Livre Indirecto 2006 | Desenhado por Pedro Lopes